$NOMEDOSITE

 Home
 
 Nossa História
 
 Nossos Cães
 
 Saúde
 
 Padrão
 
 Código de Ética
 
 Galeria de Fotos
 
 Posse Responsável
 
 Links
 

 


visits since 01/01/2006


O QUE É SERINGOMIELIA??? ESCLARECIMENTOS SOBRE A DOENÇA ABORDADA DE FORMA SENSACIONALISTA PELO PROGRAMA


SOBRE O PROGRAMA. Ontem, 28/07/2009, a emissora de TV a cabo Animal Planet estreou um programa inglês, de produção independente, chamado "Segredos do Pedigree" (Pedigree Dogs Exposed), cujo foco principal foi nossa raça, tão querida, Cavalier King Charles Spaniel. Nada contra a emissora, que eu, particularmente, gosto muito, e que sempre passou programas sobre exposições de beleza em cães de raça. Mas o programa em questão, apesar de relatar várias verdades, e de mostrar uma criadora imbecil e inconsequente, foi sensacionalista, radical e de mau gosto.

Então, apesar da minha área ser a oftalmologia, como médica veterinária, gostaria de tentar explicar melhor a doença e o que nós, criadores sérios, estamos fazendo para tentar evitá-la.

Em primeiro lugar, o programa mostrou proprietários de Cavaliers dizendo que, quando adquiriram os animais, não sabiam nada sobre a doença. Isso porque eles não se informaram sobre a raça, antes de comprá-la. Somos completamente contra a compra por impulso, e sempre sugerimos que se estude muito sobre as raças antes de decidir qual é a que mais se encaixa no estilo de vida de cada um. Claro que o criador tem obrigação de informar os interessados e clientes sobre as doenças mais comuns na raça criada (embora a maioria não o faça). Porém, o comprador também tem a obrigação de pesquisar e estudar a raça, antes mesmo de comprar um filhote. Com a internet, hoje em dia, não existe desculpa para a falta de informação.

SOBRE A SERINGOMIELIA (SM). Os criadores sérios de CKCS estão sim muito preocupados com a doença, assim como com a doença da valva mitral (também muito frequente na raça). Muito do dinheiro que financia as pesquisas sobre seringomielia vêm da doação dos clubes de criadores de CKCS ingleses e americanos.

A SM é a formação de dilatações ao longo da coluna cervical, próxima à região da nuca, por causa de mal-formações nos ossos do crânio (caixa óssea que envolve o cérebro e cerebelo), que causam uma interrupção do fluxo do líquor (líquido que circunda o cérebro e medula espinhal). Síndrome semelhante também ocorre no homem. Dizer que os Cavaliers têm um crânio muito pequeno para o cérebro, como "um pé 42 em um sapato 38" é errado. Tal lenda já foi propagada anteriormente com relação ao Doberman, quem já não ouviu? Esta comparação serve apenas para ilustrar a doença SM, ou seja, indivíduos doentes, sejam cães ou pessoas. O crânio normalmente desenvolve-se de acordo com o tamanho do cérebro. Se o cérebro cresce muito (como em casos de acúmulo de líquido, que ocorre na hidrocefalia ou "cabeça d'água"), a caixa óssea acompanha. É por isso que cães hidrocefálicos têm a cabeça tão grande.

Várias raças, principalmente as braquicefálicas (focinho achatado), inclusive seres humanos, podem apresentar SM. A mal-formação óssea que ocorre na região da nuca, também é chamada de mal-formação de Chiari.

Para diagnosticar a doença, é necessário um exame chamado Ressonância Magnética, que, na medicina veterinária, só é realizado no Rio de Janeiro, sob anestesia geral. A princípio, pensou-se que cães que apresentassem a mal-formação de Chiari, iriam apresentar, necessariamente, a seringomielia, e portanto, não deveriam acasalar. Mas depois de muitos estudos, chegou-se a algumas conclusões: muitos Cavaliers apresentam algum grau de mal-formação, provavelmente devido ao formato achatado da cabeça, mas, não necessariamente apresentam a seringomielia; cães que sofrem de seringomielia apresentam vários graus de mal-formação, porém não se conseguiu relacionar a gravidade da mal-formação com a gravidade da doença. Desta forma, um cão com morfologia craniana diferente não significa um cão doente. Além disso, cães sem mal formação podem produzir filhotes com mal-formação. Concluiu-se, portanto, que a ressonância magnética é um ótimo exame para diagnosticar cães doentes, porém não é um bom exame para selecionar reprodutores.

O ideal é que os genes responsáveis pela doença sejam identificados. Acredita-se que mais de um gene, recessivo, cause a doença. Quando isso acontecer, poderemos fazer DNA dos reprodutores e excluir os portadosres desses genes. Muitas faculdades e entidades de pesquisa estão trabalhando com esse propósito.

A nós, criadores conscientes, só nos resta tentar "fugir" das linhas de sangue sabidamente doentes ou suspeitas. Um dos nossos padreadores, Castlekeep Majic Dragon, já foi testado com ressonância magnética, nos EUA, e passou, com A. Não estamos, de forma alguma, ignorando a doença. Não apoiamos o depoimento da criadora inglesa Beverly Costello, que disse, no programa, que acasala seu macho já diagnosticado com seringomielia, fazer isso é um absurdo, uma covardia, um atentado contra a raça. Nenhum criador consciente, que ama a raça, faria isso. Cabe ao criador sério, e ao profissional médico veterinário, usar seus conhecimentos para reduzir a incidência destas doenças nesta raça que tanto amamos.

Que o cavalier tem muitas doenças genéticas, isso tem. Todas as raças têm também. Um Boxer pode morrer de câncer? É muito provável que sim. Nosso querido vira-lata, Negão, com 8 anos, teve uma morte súbita por causa de um câncer no coração. Temos uma vira-lata, a Pepê, que tem estenose pulmonar (uma doença cardíaca congênita). Os dois, vira-latas. Querer acabar com os cães de raça por conta de doenças genéticas seria uma atitude muito simplista, para não dizer burra. Seria o mesmo que negar, a um homem com histórico de câncer na família, o direito de ter um filho. A medicina sabe que seu filho poderá sofrer deste mal, mas quem tem o direito de impedir? O fato é que todos os cães, assim como nós, humanos, vão morrer de alguma coisa: doenças, acidentes, assassinatos...e isso só cabe a Deus decidir...

 

Para mais mais informações:

http://www.cavaliersonline.com/health/syringoinfo.htm



Contato

Renata Squarzoni
Médica Veterinária CRMV 10759

Telefone 55 (11) 77308646

Nextel ID 55*30*75112

Email: renata@liliescavaliers.com